Festival

da Canção de Protesto REGULAMENTOINSCRIÇÃO

 

 

PRIMEIRO FESTIVAL DA CANÇÃO DE PROTESTO

INSCRIÇÕES ABERTAS

Somos um país extremamente musical. Nossas composições embalam momentos marcantes na vida de cada um de nós. E entre esses momentos e essas músicas, têm destaque as Canções de Protesto. Da MPB ao rock, do samba ao funk, do rap ao brega, nossos compositores nos brindaram com manifestos musicais como “Carcará” (João do Vale), “Cálice” (Chico Buarque e Gilberto Gil), “Pra não dizer que não falei das flores” (Geraldo Vandré), “Vozes da Seca” (Luiz Gonzaga). “O pequeno burguês” (Martinho da Vila), “Deixe essa vergonha de lado” (Odair José), “Diário de um detento” (Racionais MC´s), Trono do Estudar (Dani Black), Demarcação Já (Carlos Rennó) e muitos outros.

Aberto a artistas profissionais e amadores, o Festival da Canção de Protesto irá divulgar músicas inéditas de cunho social e político progressista, que promovam valores como liberdade e igualdade.

Totalmente virtual, o Festival será transmitido pelo Youtube dia 03 de outubro, a partir das 20h30. As inscrições são somente via internet aqui no site do Festival, com envio da obra em HD, formato MP4 ou MP3 (válido somente para a fase classificatória), até o dia 31 de agosto. As músicas não podem ultrapassar o tempo limite de 4 minutos e precisam ser inéditas, inclusive em redes sociais. A seleção acontecerá no mês de setembro.

A escolha será por voto popular e premiará os três mais votados. O grande vencedor terá a oportunidade para apresentar sua canção no Bar Opinião, em Porto Alegre, RS, em data a ser estabelecida pela administração da casa juntamente com o(s) agraciado(s).

O Festival é uma iniciativa sem fins lucrativos, não conta com patrocinadores e todo trabalho é voluntário.

ORGANIZADORES
Mauro Nadvorny – formado em Administração de Empresas pela PUC RS, é representante da Nemesysco de Israel, líder mundial em Tecnologia de Análise de Voz.

Alexandre Lopes (Alemão do Opinião) – na vanguarda do show business na região Sul do Brasil, é sócio fundador e responsável pela escolha do nome do Bar Opinião, fundado em Porto Alegre em 1983, com o objetivo de fazer uma sociedade melhor, uma juventude melhor. Também é sócio da Opinião Produtora, uma das maiores redes de shows do país.

JURADOS
Jean Goldenbaum – Compositor musical, doutor em Musicologia pela Universidade de Augsburg, Alemanha, professor e pesquisador do Centro Europeu de Música Judaica da Universidade de Música de Hanôver, Alemanha. Reconhecido mundialmente por sua obra composicional unida a seu ativismo, suas composições já foram apresentadas em 15 países, por centenas de músicos e musicistas.

Thiago Suman – Compositor, jornalista e professor de filosofia, atua há 10 anos como radialista e há 15 no circuito de festivais musicais. É atual campeão do Musicanto Sul-Americano, mais importante evento de músicas autorais da América Latina e registra mais de 100 premiações nos principais concursos de música do RS e SC. Como jornalista, é correspondente dos jornais The Sun e Daily Mail, da Inglaterra e vencedor de importantes prêmios da categoria.

Luiz Felipe Carneiro –  Jornalista e advogado. Trabalhou no jornal Folha de S.Paulo, e colaborou com veículos como Carta Capital, Jornal do Brasil, International Magazine, além do site SRZD. Em 2008, idealizou o blog “Esquina da Música” e desde 2015 comanda o canal “Alta Fidelidade”, especializado em música, com mais de 100 mil seguidores no YouTube. Em 2011, lançou o livro “Rock in Rio: A história do maior festival de música do mundo” (Globo Livros). Também escreveu artigos para os livros “1973: O ano que reinventou a MPB” (Editora Sonora) e “Direito e mídia” (Editora Atlas).

Andréa Cavalheiro – Começou a cantar aos 11 anos no Projeto Prelúdio, escola de música da Ufrgs. Estudou canto lírico com Guisa Wolkman, Luciane Bottona, Rosana de Oliveira e Ida Weisfeld. Mais tarde foi chamada para integrar a Hard Working Band, especializada em soul music, ganhadora do Prêmio Açorianos como banda revelação em 1997, onde também recebeu por duas vezes a indicação de Melhor Cantora. Em 2014, mudou-se para o Rio de Janeiro, entrando em contato direto com o Samba de Raiz, e fez shows com ícones como Jorge Aragão e Mestre Monarco. Em 2016, integrou o elenco do musical Cartola, O mundo é um moinho, uma produção paulista, que viajou fazendo apresentações pelo Brasil.
Foi jurada da Moenda da Canção Gaúcha e do Festival Sesi Talentos.

Lucia Rodrigues – Produtora cultural, curadora de espaços e projetos culturais.Produtora no Canal Brasil – Área de música – Estúdio 66. Jurada do Festival “Viva La Música” Tenerife – Espanha de 2011 a 2020. Jurada do festival Internacional da Canção da Serra da Estrela. (Seia – Portugal)Finalista no Prêmio Profissionais da música 2018 – 2019 Produtora executiva do livro “Uma Árvore da Música Brasileira” Edições SESC. Atua como criadora de  conteúdo cultural na empresa LULU CULTURAL.

FESTIVAL DA CANÇÃO DE PROTESTO

REGULAMENTO

1.  DOS OBJETIVOS

O Festival de Música De Protesto visa revelar e divulgar gravações de obras musicais inéditas*, de cunho social e político progressista.

1.1 – Duração máxima de cada canção: 4 minutos. As que excederem este tempo serão desclassificadas automaticamente.

(*) Entenda-se por “gravação de obras musicais inéditas” toda e qualquer gravação de obra musical não veiculada através de qualquer mídia a data de divulgação das músicas selecionadas pela Comissão Organizadora deste festival.

2.  DAS INSCRIÇÕES

– Período – a partir de 15 de abril até 31 de agosto de 2020;
– Inscrição somente via internet com envio da música em HD formato MP4, ou MP3 (válido somente para a fase classificatória);
– Junto com o vídeo o inscrito deverá preencher a Ficha de Inscrição em https://festivaldacancaodeprotesto.com.br/inscricao, anexando os seguintes documentos:
– Nome da Canção;
– Link para vídeo no modo de exibição “NÃO LISTADO” no Youtube com execução da canção, ou envio do MP3.
– Nome do autor da letra
– Nome do autor da melodia
– Celular
– E-mail
– Cidade

3.  DAS CONDIÇÕES E IMPEDIMENTOS

– Serão aceitas, apenas, inscrições de canções de protesto de qualquer gênero, que tenham conteúdo social e/ou político progressista.

4.  DA SELEÇÃO E VEICULAÇÃO

– Do total de inscritos serão selecionadas 10 (dez) pelos Jurados. Este júri será composto por 05 (cinco) membros, sendo constituída por personalidades de notório saber ou atividade na área musical, voluntários ou contratados;
– A seleção acontecerá até o dia 10 de setembro de 2020;
– As canções selecionadas em MP3 deverão enviar seu vídeo até o dia 20 de setembro de 2020 impreterivelmente, ou serão desclassificadas.
– O Festival será transmitido pelo Youtube dia 03 de Outubro de 2020 a partir das 20h30;
– O público irá votar na grande vencedora, segundo e terceiro lugar.
– O Juri vai escolher: a melhor letra, melhor melodia, melhor intérprete, melhor instrumentista, melhor arranjo e melhor apresentação.

5.  DA PREMIAÇÃO

– A grande vencedora, o segundo e terceiro lugares serão agraciados com ampla divulgação nas mídias sociais e meios digitais dos organizadores. A lista de prêmios está em constante atualização.
– Ao 1º colocado: 
– Ao(s) intérprete(s) da grande vencedora será concedida a oportunidade para apresentá-la no Bar Opinião, em Porto Alegre, RS, em data a ser estabelecida pela administração da casa juntamente com o(s) agraciado(s);
– Quadro pintado pelo conceituado artista Ernesto Kunde;
– 1 Torre de Som JBL PartyBox 100;
– Hotsite temático promocional, com com design e hospedagem gratuita por 12 meses, para divulgação da canção classificada e dos seus trabalhos artísticos diretamente relacionados à música;
– Mais, aguarde divulgação.
– Ao 2º colocado:
– 1 Caixa de Som JBL Charge 4;
– Hotsite temático promocional, com com design e hospedagem gratuita por 6 meses, para divulgação da canção classificada e dos seus trabalhos artísticos diretamente relacionados à música;
– Mais, aguarde divulgação.
– Ao 3º colocado:
– 1 Caixa de Som JBL Charge 4;
– Hotsite temático promocional, com com design e hospedagem gratuita por 4 meses, para divulgação da canção classificada e dos seus trabalhos artísticos diretamente relacionados à música;
– Mais, aguarde divulgação.

6.  DIREITOS AUTORAIS

– Todos os autores, compositores e intérpretes participantes do Festival de Música de Protesto autorizam a divulgação, edição, transmissão, retransmissão de imagens e sons de suas obras, em publicação, mídia ou peças publicitárias vinculadas ao mesmo através de qualquer meio, isentando, assim, a organização do Festival, do pagamento de qualquer taxa, contribuição, preservados os direitos autorais.

7.  DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

– Toda e qualquer reclamação ou denúncia (acompanhada de documentos comprobatórios) acerca de irregularidades envolvendo qualquer música selecionada, deverá ser formulada por escrito e entregue à Comissão Organizadora, que terá plenos poderes, visando à boa realização da missão específica, sendo suas decisões irrecorríveis, não cabendo recursos de qualquer natureza.

PARTICIPE, APOIE, FINANCIE, FAÇA UMA DOAÇÃO!

INTERNATIONAL

BRASIL

DIVULGUE NA SUA REDE!

INTERNATIONAL

BRASIL

ORGANIZAÇÃO
Mauro Nadvorny
COORDENADOR ESPECIAL 
Alexandre Lopes (Alemão do Opinião)
CONTATO
cancaodeprotesto@gmail.com

COMISSÃO JULGADORA
Jean Goldenbaum
Mauro Perelmann
Luiz Felipe Carneiro
Andréa Cavalheiro
Thiago Suman

PATROCÍNIO
Seja nosso Patrocinador!
Entre em contato agora!

APOIO
Antonio Filho / IT•Web

IMPRENSA
Ex Libres
COMUNICAÇÃO
Clarisse Goldberg
MÍDIAS SOCIAIS
Isabela D. Lopes